3 passos para obter mais lucros na sua empresa

3 passos para obter mais lucros na sua empresa

3 passos para obter mais lucros na sua empresa

O objetivo de todo negócio é conseguir estabilidade financeira. Porém, para atingir isto, não basta apenas realizar mais vendas ou conquistar mais clientes – é preciso cobrar um preço justo pelos seus produtos e, assim, conseguir estabelecer um fluxo de caixa sustentável com a obtenção de ganhos razoáveis. Portanto, descubra o que é precificação de produtos e veja 3 passos para obter mais lucros na sua empresa.

Saiba qual é custo por unidade

Este é o primeiro passo para precificar corretamente seus produtos. Obviamente, todo empresário sabe que ter um preço competitivo é fundamental para não desestimular a compra pelo seu cliente, assim como entende que o valor tem que ser alto o suficiente para a obtenção de um lucro satisfatório; entretanto, para conseguir esse equilíbrio, é preciso saber exatamente qual o custo real de cada produto ou serviço vendido.

Com isso, uma vez que a pessoa entende quanto exatamente gastou para produzir aquele item, saber por quanto vendê-lo para conseguir um lucro justo ficará mais fácil.

Entenda suas despesas

Este é o segundo passo para a precificação de produtos. Neste ponto, o empreendedor precisa colocar na ponta do lápis quais são todas as despesas fixas e variáveis que ele tem para conseguir manter a sua empresa aberta e levar isso em consideração na hora de compor os preços das suas mercadorias.

Tipos de custos da empresa

Em qualquer negócio, independentemente do tamanho, existem dois tipos de custos. Os custos fixos e os custos variáveis.

Custos fixos

O primeiro diz respeito aos custos fixos, que são aquelas despesas, em geral, mensais, e que devem ser pagas independentemente do seu faturamento. Exemplo: água, internet, telefone, folhas de pagamento, tributos, etc.

Custos variáveis

O segundo tipo de custos são os variáveis – despesas que, como o nome diz, mudam de acordo com o faturamento da empresa. Exemplo: gastos com emissão de boletos, fretes, entregas, matéria-prima e embalagens, por exemplo.

De acordo com o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), uma vez que você descobre esses gastos mensais, a melhor forma de precificar os produtos é diluindo os seus custos no seu mix de produtos; assim, é possível atribuir diferentes porcentagens em cada um deles possibilitando saber quantos produtos de cada é preciso vender para pagar a operação do seu negócio.

Entenda e respeite sua margem

Após descobrir qual o custo total por unidade e identificar exatamente qual a origem dessas despesas, o terceiro passo no processo de precificação de produtos é definir uma margem para sobrevivência do seu negócio.

Se, após os cálculos, você definir que 30% é o seu lucro ideal, mantenha esse percentual na hora de definir os preços, alterando apenas em casos extraordinários como para limpar um estoque, por exemplo.

Por fim, atualmente existem softwares de gestão (ERP) que podem ajudar o empreendedor a entender melhor cada etapa desse processo de precificação ajudando a gerir seu estoque, tanto na compra quanto na venda, auxiliando a elaborar seu makeup (percentual aplicado aos produtos) e a sua margem de lucro, ajudando a obter mais lucro. Então, se você quer saber mais sobre como isso funciona, entre em contato e fale com um dos nossos consultores.