Como calcular o Simples Nacional de uma empresa em 2021?

Como calcular o Simples Nacional de uma empresa em 2021?

Como calcular o Simples Nacional de uma empresa em 2021?

Se a sua empresa possui cadastro no Simples Nacional então, é importante que você saiba como calcular. É possível afirmar que diversas pessoas ainda têm dificuldades em fazer esse cálculo.

Afinal de contas, de início ele se mostra um pouco complicado e qualquer erro pode acabar prejudicando a sua empresa.

No entanto, este processo é obrigatório entre todos aqueles que abriram um CNPJ e formalizaram o seu empreendimento.

Assim sendo, caso tenha algum interesse em saber como fazer esse cálculo, continue lendo esse conteúdo!

Como calcular o simples nacional de uma empresa?

Você já conhece o Simples Nacional, certo? É, basicamente, um regime tributário que foi instaurado no Brasil com base na Lei Complementar n.º 123, em 2006.

Assim sendo, o principal objetivo desse regime é reunir oito tributos diferentes em uma única guia, para assim poder simplificar o seu cálculo.

No entanto, apesar de trazer várias vantagens e facilidades durante certas operações gerenciais e também na abertura de uma empresa, o Simples Nacional ainda é considerado um pouco complexo.

Isso porque, calcular o Simples Nacional é sempre um grande desafio entre aqueles que não possuem prática e tão pouco conhecimento.

Desde 2018, a norma sofreu uma série de alterações, incluindo a forma de se calcular o Simples Nacional.

Assim sendo, um novo método de impostos foi instaurado pela Lei Complementar n.º 155. Logo, o que era para ser simples, já não estava mais tanto assim.

Desse modo, caso você tenha algumas dúvidas sobre como fazer o cálculo, o ideal é começar pelo simples. Resumindo, a quantia exigida ao Simples Nacional por mês vai depender de dois fatores:

· Receita bruta: o total de faturamento do seu negócio;

· Alíquota efetiva: parcela de imposto incidente sobre a empresa que precisa ser calculada de forma cuidadosa.

Portanto, confira com seu contador online todos os passos destrinchados que vão te ensinar a como calcular o Simples Nacional da sua empresa!

1. Determine o total da receita bruta no último ano:

O primeiro passo é calcular a quantia total da receita bruta referente aos últimos 12 meses (1 ano).

Esse valor é a soma de todos os valores que entraram na empresa durante os últimos 12 meses, de vendas ou serviços prestados.

Se você está encontrando dificuldades para saber, saiba que com um software de gestão você obtém com muita facilidade.

Assim sendo, após descobrir o valor total, deixe-o reservado e siga para o próximo passo.

2. Identifique a alíquota e a parcela a descontar:

Após a mudança que ocorreu em 2018, o Simples Nacional agora possui cinco anexos diferentes, também conhecidos como tabelas. Essas, trazem informações essenciais para fazer o cálculo.

Assim sendo, cada uma dessas tabelas é referente a um segmento, tais como: indústria, comércio e prestadores de serviço. Mas, além disso, eles estão separados em concordância com as faixas de receita bruta total.

Após identificar a receita bruta total, está na hora de determinar qual é o anexo que corresponde ao seu setor. Bem como a faixa de receita que se enquadra em acordo com o valor obtido na receita bruta total.

Você pode conferir mais sobre os anexos clicando aqui.

Em seguida, será preciso identificar qual a alíquota e a parcela a abater da receita bruta total referente.

Podemos citar como exemplo uma loja de roupas (comércio), que pertence ao anexo I e fatura até R$ 180 mil anualmente, então, possui a alíquota de 4%. Novamente, separe esses valores para prosseguirmos.

3. Calcule a alíquota efetiva do imposto:

Agora está na hora de usarmos a fórmula para, enfim, calcular a alíquota efetiva do Simples Nacional.

Isso será feito utilizando os valores obtidos anteriormente, da receita bruta total do último ano, alíquota do anexo correspondente e a parcela a descontar.

A parcela a abater também está presente no anexo correspondente, e tende a variar conforme a quantia do faturamento da empresa.

Assim sendo, multiplique o valor da receita bruta pela alíquota, do valor obtido, será subtraída a parcela a abater.

A partir de então, você deverá dividir o valor pela receita bruta e o número obtido é o correspondente à alíquota efetiva.

Isso significa que a alíquota efetiva é um percentual que irá definir qual o valor do imposto Simples Nacional que deverá ser pago, baseando-se na receita bruta por mês.

4. Encontre a quantia mensal do Simples Nacional:

Por fim, você pode calcular o Simples Nacional para saber o total de impostos no atual mês, usando a alíquota efetiva.

No entanto, lembre-se que você deverá aplicar a fórmula mostrada antes mensalmente, pois, sempre leva em consideração o faturamento do último ano.

Então, basta apenas multiplicar o valor da alíquota efetiva pelo faturamento mensal da empresa sendo a receita bruta mensal. Desse modo, você obterá o valor do Simples Nacional que deverá ser pago.

Conclusão

Em suma, calcular o Simples Nacional de uma empresa não é uma tarefa fácil, principalmente para quem não está acostumado com esse tipo de conta ou nunca fez antes.

Portanto, contratar uma empresa de contabilidade para calcular a quantia do Simples Nacional é a melhor opção.

Pois, tudo será feito de uma forma muito mais prática, eficiente e sem quaisquer erros que possam prejudicar a sua empresa.

A Fica Tranquilo é uma empresa que fornece serviços de contabilidade e é ideal para quem deseja livrar-se de toda essa burocracia e conta.

Por fim, o que achou deste conteúdo? Você sabe como calcular o Simples Nacional ou têm dificuldades? Deixe o seu comentário!