Trade Marketing: o que é e a importância para o seu negócio

Trade Marketing: o que é e a importância para o seu negócio

Trade Marketing: o que é e a importância para o seu negócio

Trade Marketing

Trade marketing é uma estratégia que tem como foco posicionar os produtos de forma estratégica nos pontos de venda. Ele também estimula o consumo desses produtos, tanto no varejo quanto no atacado.

Esta é uma das estratégias de marketing mais antigas, mas ainda fundamental para as empresas que desejam destacar os seus produtos.

É ainda mais importante para aquelas que não têm um canal de venda direta, precisando que sua marca se estabilize e esteja mais competitiva.

Distribuir adequadamente as mercadorias nos pontos de venda é uma boa estratégia, pois expande e mantém os produtos no mercado.

Suas estratégias e rotinas são bem específicas, mas elas ainda dependem da companhia, ou seja, estão relacionadas a sua demanda.

Apesar de ter a definição e o objetivo claros, muita gente ainda confunde a ideia de trade marketing. Isso pode acontecer até mesmo entre os profissionais da área.

Essa situação se dá porque o trade marketing é uma área muito abrangente, envolvendo diferentes aspectos, setores e pontos de contato.

Para que as suas ações em trade marketing sejam um sucesso, neste artigo, vamos defini-lo, falar sobre seus objetivos, importância, práticas mais comuns e seus benefícios.

O que é trade marketing?

Trade marketing é uma estratégia que tem o objetivo de posicionar estrategicamente os produtos no ponto de venda e em centros de distribuição.

O foco é permitir que o público-alvo visualize essas mercadorias nas prateleiras, gôndolas e em qualquer setor onde elas forem disponibilizadas.

Além de garantir uma maior visibilidade, uma revenda de lona com ilhós, por exemplo, consegue se posicionar melhor em seu mercado de atuação.

Somente dessa forma é possível garantir um bom posicionamento dos produtos nos pontos de venda, impactando diretamente o público-alvo certo.

Essa estratégia também torna uma marca mais competitiva, levando em consideração, principalmente, o relacionamento dela com o ponto de venda.

Um bom relacionamento com quem revende suas mercadorias, possibilita uma maior divulgação delas. Dessa forma, o trade marketing também envolve negociações, para estabelecer uma parceria entre produtores e distribuidores.

Portanto, o objetivo dessa ação em marketing é aumentar as vendas, ou seja, o maior foco para qualquer empresa. Só que para conseguir esse feito, alguns fatores devem ser atendidos, e estes estão presentes no trade marketing.

Com ele, uma fabricante de ribbon azul, por exemplo, expõe sua marca entre os varejistas mais importantes, para que assim consiga chegar a bons resultados.

Além de expor os produtos, o trade marketing é focado nos pontos de venda que façam sentido para as estratégias da marca.

Isso porque não é preciso estar em vários lugares, mas sim naqueles onde a mercadoria tem destaque e, de fato, é vendida. A partir do entendimento de seu objetivo, conseguimos entender melhor a sua importância.

Importância do trade marketing

Essa estratégia é importante para as marcas por diversas razões. Por exemplo, por meio dela, é possível fortalecer a marca, uma vez que ela está focada no relacionamento com o público, atendimento de qualidade, publicidade, etc.

O trade marketing entende que quem produz precisa fazer com que sua mercadoria seja vista pelos consumidores, tendo uma imagem adequada e de destaque.

Tudo isso acontece por meio de ações que criam uma opinião sobre os produtos, levando em consideração questões como:

  • Presença em pontos de venda adequados;
  • Inovação no mercado;
  • Ações de destaque nos canais de distribuição;
  • Espaço dividido adequadamente com a concorrência;
  • Boa exposição no ponto de venda.

Tendo como base essas questões, qualquer tipo de produto, como cancela de estacionamento consegue ter uma boa visibilidade entre os consumidores.

A exposição melhora, porque o trade marketing entende que uma venda só é efetivada se a mercadoria está visível. Então, mais do que planejar onde os produtos estão, ele também calcula a sua posição.

Trata-se de uma exploração detalhada de gôndolas e prateleiras, bem como de distribuir corretamente as amostras grátis. Tudo isso desperta a atenção do consumidor e o deixa mais curioso.

Para aqueles que ainda não são clientes, essa abordagem pode se transformar em uma relação de consumo.

Os canais de distribuição são bem pensados, uma vez que o ideal é estar onde o público está, e não nos pontos de venda de maior destaque.

Só que, antes de qualquer ação, é preciso saber onde está o público-alvo de uma marca, qual seu poder de compra e quais varejistas ele costuma frequentar.

Dessa forma, uma fabricante de bolsa maternidade feminina, por exemplo, conseguirá um bom volume de vendas, expondo seus produtos em lojas frequentadas por gestantes e famílias que estão prestes a aumentar.

Boas práticas de trade marketing

Existem práticas dentro do trade marketing que são essenciais para uma estratégia sólida e que leve a marca a alcançar os seus objetivos.

Todas elas devem estar presentes na rotina de distribuição das mercadorias, e dentre as principais podemos citar:

Merchandising

A exposição com foco no merchandising é uma das mais importantes. Então, a ideia é chamar a atenção do consumidor, por meio de recursos visuais como banners, displays, etc.

Quando os produtos estão destacados, os clientes de uma loja são estimulados a comprar, mesmo que não conheçam a mercadoria em questão.

Sampling

As ações de sampling consistem em distribuir amostras para que os consumidores experimentem os produtos, e apesar de ser uma estratégia antiga, ela ainda traz muitos resultados.

Por exemplo, uma pessoa que precise comprar kimono adidas judô consegue experimentá-lo antes de comprar.

Dessa forma, ele pode fazer seu próprio julgamento acerca do produto, o que aumenta as chances de venda. No entanto, essa prática de trade marketing é muito mais comum em casos de lançamento.

Design de destaque

A embalagem das mercadorias também colabora muito com as estratégias de trade marketing, pois o aspecto do produto pode atrair ou afastar o varejista.

Portanto, uma fabricante de bobina de etiqueta adesiva pode pensar em uma apresentação diferenciada para que a embalagem agregue valor ao produto e estimule a compra.

Benefícios do trade marketing

Quando uma marca adota essa estratégia, ela se depara com uma série de benefícios. É exatamente por causa deles que o trade marketing está presente no mercado brasileiro há mais de 20 anos.

Como benefícios, nós podemos citar, por exemplo, o aumento das vendas. Todas as marcas precisam que seus produtos cheguem no ponto de venda e gerem um volume de vendas atraente.

Somente dessa forma ele vai gerar capital de investimentos e, claro, lucro. Além disso, o próprio estabelecimento que vai revender as mercadorias depende delas para gerar bons retornos ao seu negócio.

Somente com o trade marketing é possível investir em ações que tragam benefícios relacionados às vendas para os dois lados da moeda, ou seja, para fabricante e revenda.

O produto passa a ser mais visto pelo público, mesmo que este não o conheça muito bem.

Por exemplo, com essa estratégia, uma fabricante de fantasia de carnaval infantil criativa tem uma chance a mais de fazer o consumidor comprar sua mercadoria.

A percepção das pessoas em relação ao que está sendo vendido dentro de uma loja é importante e acontece o tempo todo, tanto para um produto que acabou de ser lançado quanto aquele que circula no mercado há anos.

Por fim, trabalhar com trade marketing permite que uma marca domine melhor o seu mercado de atuação, aliás, este é um, dos principais objetivos de quem usa essa tática.

Isso porque tendo uma boa relação com os varejistas, expondo os produtos da melhor maneira e investindo em boas práticas de marketing, a ação no mercado se torna mais ampla.

Mais do que ter uma boa presença, é o aumento das chances de ser escolhido pelos consumidores, toda vez que eles precisarem de algo que determinada marca vende, como itens para festa de aniversário de cachorro.

Assim, se a sua marca está sempre entre as que mais vendem dentro de um ponto de venda, ela trará lucros para você e também para quem revende as suas mercadorias.

Conclusão

O varejo continua sendo o principal canal de vendas para as empresas, mesmo tendo em vista o alto crescimento do e-commerce. Portanto, nunca é demais pensar em estratégias que destaquem a sua marca de suas concorrentes.

Quem vende seus produtos em pontos de venda, divide as prateleiras com marcas que oferecem a mesma mercadoria para o consumidor, e todas elas estão em busca de destaque no mercado.

É preciso agir, tendo como base as melhores práticas de trade marketing para que os seus produtos estejam sempre ao alcance do público-alvo e desperte nele a vontade e até mesmo a necessidade de comprá-los.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.